Manchester, não estamos só na bagaceiragem!

22/02/2011 — 4 comentários

Eu estava bem empolgado de voltar ao Reino Unido no mesmo mês, porém bem receoso de novo por causa do inglês difícil dos ingleses. Bom, com os passageiros eu tirei de letra, muito tranquilo de entender todos.  Já com as colegas comissárias foi um parto de 17 meses e bêbe virado.E não fui só eu que tive problema, todos os comissários que não tinham inglês como língua materna não conseguiam entender as 4 inglesas do vôo. E o mais incrível é que elas ficavam bravas por que a gente não entendia. Para fazer uma alusão mais palpável posso citar uma ida a Recife no qual eu não entendia nada o que os feirantes falavam, em português.

Teve um caso de uma comissária inglesa aqui que levou um “aviso formal”, se ela não falasse um inglês mais claro, ela poderia ser demitida. Eu acho justo, porque a gente se esforça pra tentar entender e eles não fazem questão de serem entendidos. Falam aquele inglês que parece mais um desenho animado.

Chafariz no jardim do hotel

Sobre Manchester, nenhuma novidade. O tempo estava feio e eu estava com um mau humor da peste por causa do problema de entendimento no vôo, só dei uma volta ao redor do hotel. Desbravei o interior e o jardim do hotel, o Marriot, que tinham uns corredores que lembravam o Titanic de tão grande e com teto tão baixo. Decepcionante! O engraçado foi quando fui pedir serviço de quarto, liguei ninguém atendeu. Liguei pra recepção e ninguém atendeu. Apertei o botão de emergência e ninguém atendeu, sério, acho que era pra ajudar no meu mau humor. Coloquei uma roupa e desci pra pegar algo pra comer. Marriot #epicfail!

Passei o dia vendo televisão e zapeando entre canais de clipes, de jornalismo (que são ótimos) e de talk show, me deparei com isso:

Minha melhor amiga dormiu com meu namorado?

Por isso que eu tenho ódio de quem fala mal de brasileiro, principalmente brasileiro que fala mal de brasileiro. Normalmente, esses são os que tem menos conhecimento de mundo. Olha isso aí em cima, muita gente acha que só tem gente bagaceira no Brasil, que vai pra televisão falar “notibrook” e nem sonha que aqui na Inglaterra tem gente tão bagaceira quanto, só com detalhe, fala inglês e tem cara de bulldog. Olha a cara da piranha que dormiu com o namorado da melhor amiga.

No final elas se abraçaram na certeza de “nada será como antes”. Eu ainda prefiro muito mais a brasileira gritando “notebrook!”.

Manchester fail!

4 responses to Manchester, não estamos só na bagaceiragem!

  1. 

    adoro os programas de pobre da Inglaterra. a mulher sem dente que enche a cara e bate nas crianças e dá a cópia da chave de casa pra homens na rua… adoro, adoro. Tenho 2 Manchester mês que vem. 🙂

  2. 
    Renan Louritan 24/02/2011 às 23:12

    Nossa. Manchester é uma cidade fantasma? Nem nas fotos não tem ninguém… Tanto o corredor quanto o jardim podiam ser cenários de um filme/jogo de terror. XD

    … E realmente. Gente bagaceira tem em tudo que é lugar, puta (auto) preconceito. Assim como gente bacana. :]

    Por isso que eu espero que o senhorito venha visitar o Brasil logo. ;]

Deixa um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s