O lado bom de não viver num estado laico.

19/05/2013 — 9 comentários

conciencia-homer

Muito se fala no Brasil sobre o estado laico, naquele maravilhoso mundo onde as igrejas, ou as religiões, não se envolvem na política. Sabemos que no Brasil a coisa não funciona assim, mas deveria funcionar. Morar em Dubai é uma experiência fantástica em vários quesitos, uma dela é saber como é viver num país que a religião dita as leis.

Estou há 2 anos e meio aqui e posso dizer que estou super adaptado. Já passei por situações que me deixavam irritado. As vezes tive que não só respeitar, mas ser obrigado a participar dessas, que eu chamaria, “situações religiosas”. Esta semana, porém, pela primeira vez, tirei proveito de viver em um país onde as leis de um deus é mais importante que as leis dos homens. Deixe-me explicar:

Em dezembro fui à uma ótica aqui em Dubai reavaliar o grau dos meus óculos. Embora desconfiado, fiz um exame com um oftalmologista da propria loja. O resultado dizia que eu tinha 0,5 de miopia e com o astigmatismo do mesmo jeito. Nunca tive miopia, mas como achava que os óculos estavam meio passados, caí na ladainha e mandei fazer lentes novas. Quando fui buscar meus óculos novos, surpresa, eles pareciam estar mais forte do que eu precisava. Entretanto, segui o conselho do atendente, e de muitos amigos, trouxe-o para casa, pois eu iria “me acostumar”.

Passou-se 3 meses, depois de muitas dores de cabeça e de um forte estranhamento nos olhos, como estava no Brasil, resolvi ir a um verdadeiro oftalmologista. Surpresa (ou não)! Eu não tenho, e nunca tive, miopia.

Voltei à loja em Dubai, pedi para que trocassem as lentes, dei a prescrição do meu médico e pedi que trocassem de graça, já que estava na garantia e o erro foi deles. Eles, obviamente, me trataram mal e disseram que não poderiam fazer nada. Vim para casa com o e-mail do gerente árabe da loja. Enviei um e-mail explicando a situação, dizendo que segundo as leis do consumidor eu poderia entrar com um processo contra eles, mas esperava que isso não fosse preciso, ele respondeu o e-mail num tom agressivo como se eu tivesse tentando tomar vantagem da situação, eles alegaram até que no momento da consulta eu tinha miopia e com os óculos feito por eles, a miopia havia sumido. Óculos mágicos! Veja só!

Ao ver que, falando das leis do consumidor, eu nao iria ter as minhas lentes corrigidas, fui obrigado a mudar minha linguagem, e pedir ajuda divina. Respondi o e-mail dizendo que não iria fazer nada, que não iria processá-lo, porém esperava que ele estivesse com o “coração tranqüilo, com a paz de deus, e que estivesse com a consciência limpa de que ele estava fazendo a coisa certa. E que Inshallah (Deus queira em árabe) eu iria comprar novas lentes ainda esta semana”.

Foi apenas um teste, queria saber o quanto as leis divinas sao mais importantes que as leis do consumidor num país muçulmano e no qual as leis são baseadas emcima do livro sagrado.

No outro dia recebo uma ligação, uma voz muito suave e educada pedia que eu comparecesse a ótica para trocar minhas lentes sem nenhum custo adicional, e o melhor de tudo, não precisei nem levar o cupom fiscal.

Quando desliguei o telefone, por um segundo, eu me julguei, pensei que estava sendo baixo usando o nome de um deus que não acreditava para conseguir algo fosse me beneficiar financeiramente, mesmo que estivesse certo, eu me julguei. Porém, lembrei de todas vezes que acordo as 5 da manhã com a mesquita gritando na minha janela, ou das vezes que não pude tomar água ou comer em dias de 55 graus durante o ramadan, ou nas minhas tardes de praia sem aquela caipirinha gostosa. Pensei então que eu não estava errado, se o estado não é laico, era preciso recorrer a ordem divina para conseguir com que meus direitos de consumidor fossem respeitados.

É como dizem, está no inferno, abraça o capeta.

Ps: para quem não entende ironia, o título do texto é uma ironia, eu não acredito que haja algo bom em viver em um estado regido por religião, pois ninguém é obrigado a compartilhar na mesma religião, e as pessoas deveriam respeitar as leis e ao próximo gratuitamente, e não pelo medo de ir para o inferno.

9 responses to O lado bom de não viver num estado laico.

  1. 

    Kkkkk ótimo post!!

  2. 

    Oi Dan, muito bom o teu blog.. Eu tenho uma dúvida que talvez você me possa esclarecer. Se eu for selecionado pela emirates para ir para o Dubai, caso eu seja casado, a emirates deixa a minha esposa viver comigo nos apartamentos que a companhia providencia para os cabin crew? Obrigado e boa sorte pra você.

    • 

      Cocas, nos primeiros seis meses vc precisa morar na acomodação da Emirates sem poder trazê-la, depois de 6 meses você pode aplicar para um visto pra ela e a cia paga seu aluguel em outro apartamento fora da acomodação, é bem simples. 🙂

      • 

        Valeu Dan, muito obrigado por tirar a minha dúvida, obrigado mesmo..
        Um grande abraço e tido de bom pra você.

  3. 

    Se excluiu ao menos leu, certamente irei mto bem na seleção, e quando conseguir, farei o primeiro a lhe procurar. Grato mesmo assim.

  4. 
    Júnior Medeiros 23/05/2013 às 20:54

    Olá Dan, tbm sou gaúcho, e acompanho há um tempinho seu blog, gosto da maneira como vê e relata sua vida, parabéns. Sábado tenho um Open Day em Caxias do Sul, enfim, se puderes me dar algumas dicas sobre esta etapa, ficaria mais feliz e mto grato. Sinta-se a vontade para responder por email. Obrigado, e parabéns mais uma vez.

  5. 
    Wagner Torre 21/05/2013 às 06:35

    Muito interessante teu artigo, Danilo!
    Tive uma experiência praticamente idêntica à tua aqui em Dubai, na óptica OptiVision (Dubai Mall), e que levou cerca de 2 meses para ser resolvida, porém ganhei os caras no cansaço, de tanto reclamar, brigar e dizer que iria chamar a polícia.
    O processo demorou, mas foi resolvido, depois de muita frustração e persistência.
    Este país, com muito chão pela frente, infelizmente não possui qualquer lei que beneficie o consumidor, mas sim sempre o comerciante.
    Absurdo!!!
    Um abração!!!

  6. 

    Oi Dan me chamo Josiane, estou terminando meu curso de comissária em Campinas, achei muito engraçado o Inshallah kkkkkkkkkk
    Adorei que vc compartilha as experiencias por aqui, muito bom!!!

Deixa um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s